AGILE COACHING ETHICS

Codice di Condotta Etica per l’Agile Coaching

Código de Conduta Ética para Agile Coaching

Preâmbulo

Espera-se que as pessoas que praticam o agile coaching ajam de forma ética, mas o que isso significa na prática?

A intenção deste Código de Conduta Ética (Código) é fornecer orientação para as pessoas que realizam atividades de agile coaching, para orientar os tipos de comportamentos, conselhos e abordagens esperados.

O agile coaching é uma prática em evolução que abrange muitas disciplinas, incluindo coaching individual, de time e sistêmico, facilitação, ensino e orientação, todos aplicados com um viés aberto e deliberado para o uso de abordagens ágeis para ajudar a atender as necessidades do cliente.

A complexidade do agile coaching significa que você inevitavelmente encontrará situações difíceis. Este Código ajudará você quando essas decisões difíceis precisarem ser tomadas e você poderá fornecê-lo para apoiar suas decisões aos seus clientes.

Qualquer pessoa que adote o Código se esforça para agir de forma ética, mesmo quando isso envolve a tomada de decisões difíceis. Elas agem com coragem, mesmo que haja um impacto negativo pessoal.

Os signatários deste Código são multiculturais, multigeracionais e afiliados a muitos grupos diferentes. Acreditamos que o poder desse movimento é amplificado quando deixamos de lado as diferenças e nos elevamos em busca de um caminho melhor. Comprometemo-nos a apoiar uns aos outros em decisões difíceis e conversas corajosas.

O código

Como alguém que pratica agile coaching de forma ética, comprometo-me com o seguinte:

1. Protegendo a confidencialidade, propriedade intelectual e segurança da informação

  • Protegerei as informações compartilhadas comigo e as divulgarei apenas por motivos legais ou quando tiver um acordo claro com a pessoa cliente e as partes interessadas.
  • Atribuirei as ideias dos outros adequadamente e evitarei a impressão de que essas ideias sejam minhas.

2. Agir dentro da minha capacidade

  • Serei aberto(a) e transparente sobre minhas habilidades, experiência e qualificações.
  • Serei claro(a) com a pessoa cliente e as partes interessadas, caso façam uma solicitação além das minhas capacidades.
  • Serei aberto(a) com a pessoa cliente se acreditar que ela precisa de outra forma de ajuda profissional.

3. Introspecção e desenvolvimento profissional contínuo

  • Vou me envolver com um grupo de colegas ou mentores para explorar desafios éticos e outros em meu trabalho como agilista ou agile coach.
  • Procurarei melhorar minha autoconsciência e eficácia por meio da introspecção e do desenvolvimento profissional.

4. Navegando em conflitos de interesse

  • Serei transparente sobre quaisquer potenciais conflitos de interesse com todos os que possam ser afetados.
  • Evitarei, conscientemente, situações em que me beneficiem em detrimento da pessoa cliente e das partes interessadas, para que possa manter o julgamento profissional e o pensamento objetivo.
  • Resolverei conflitos de interesse trabalhando com a pessoa cliente e as partes interessadas, procurarei assistência e, quando necessário, suspenderei ou encerrarei o relacionamento.

5. Garantir valor no relacionamento

  • Verificarei com a pessoa cliente e as partes interessadas para garantir que o relacionamento seja valioso e somente estendido por meio de um acordo mútuo.
  • Tornarei transparente se a pessoa cliente está criando dependências em relação aos meus serviços e trabalharei para sua própria agilidade auto-sustentável.
  • Serei aberto(a) a conversar com a pessoa cliente se acreditar que o valor do relacionamento está diminuindo.

6. Defender a responsabilidade social, diversidade e inclusão

  • Buscarei oportunidades para trazer vozes diferentes e diversas para a conversa.
  • Tomarei medidas para desencorajar e eliminar qualquer forma de discriminação.
  • Me esforçarei para deixar a sociedade melhor do que a encontrei, por minha ação ou inação.

7. Concordando com os limites

  • Garantirei que temos um escopo acordado, mesmo que ele evolua.
  • Trabalharei com a pessoa cliente para entender suas necessidades e evitar impor soluções com base em minhas preferências e desejos pessoais.
  • Eu desafiarei a pessoa cliente, abertamente, quando ela estiver buscando propósitos em desacordo com os valores e princípios do Manifesto Ágil.

8. Gerenciando diferenças de status e poder

  • Não usarei minha autoridade, poder ou influência posicional para obter ganhos pessoais ou prejudicar os objetivos da pessoa cliente.
  • Transparecerei quando poder, privilégio e posição estiverem impedindo os objetivos da pessoa cliente ou minha capacidade de atendê-los de forma eficaz.

9. Responsabilidade com a profissão

  • Convidarei outras pessoas, que praticam o agile coaching, a adotar padrões profissionais e este código de ética.
  • Melhorarei e evoluirei a reputação da profissão de agile coach/ agilista.
  • Incentivarei o diálogo e a reflexão saudáveis quando encontrar comportamento antiético em outras pessoas praticando agile coaching.

Agradecimentos

Já existem códigos de ética para coaching, facilitação e outras disciplinas incluídas na prática do agile coaching. Ao preparar este código, nos inspiramos nos códigos existentes e no trabalho de muitos que contribuíram para as conversas sobre ética no agile coaching ao longo dos anos.

Este código de ética é apoiado por explicações adicionais nos cenários de ética relacionados.

Mais informações podem ser encontradas no site da Agile Alliance: https://www.agilealliance.org/resources/initiatives/agile-coaching-ethics/

Traducción al portugués de Daniela Gomes dos Santos

Versión 2.0 Marzo 2022.

Este material é lançado sob a licença Creative Commons, Attribution, Share Alike 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/

Cenários de Ética de Agile Coaching

Preâmbulo

Este documento fornece contexto adicional às ideias do Código de Conduta Ética para Agile Coaching (Código).

O objetivo dos cenários de ética é ajudar as pessoas leitoras a identificar os tipos de dilemas que podem enfrentar e dar-lhes exemplos de comportamento ético apropriado e inadequado em diferentes contextos. Os cenários destinam-se a fornecer orientação para as pessoas que realizam atividades de agile coaching, trabalhando com pessoas, times e organizações para orientar os tipos de comportamentos, conselhos e abordagens esperados deles.

Esses cenários são aplicáveis àquelas pessoas que são agile coaches ou agilistas internos, agile coaches externos e aqueles que praticam o agile coaching como parte de outra função (por exemplo, um gerente em uma organização que também deve ser um agile coach, da mesma forma, alguém na função de Scrum Master geralmente assume alguns ou todos os aspectos do agile coaching). Esses cenários destinam-se a fornecer exemplos de comportamento ético apropriado e inadequado para ajudar a orientar seu pensamento quando confrontado com dilemas como os mostrados aqui.

Isso está longe de ser uma lista abrangente dos tipos de desafios que as pessoas que realizam o agile coaching enfrentarão e os cenários estão sendo atualizados à medida que recebemos feedback da comunidade. Sinta-se à vontade para compartilhar suas próprias histórias e exemplos enviando um e-mail para [email protected].

Cenários

1. Protegendo a confidencialidade, propriedade intelectual e segurança da informação

  • Protegerei as informações compartilhadas comigo e as divulgarei apenas por motivos legais ou quando tiver um acordo claro com a pessoa cliente e as partes interessadas.
  • Atribuirei as ideias dos outros adequadamente e evitarei a impressão de que essas ideias sejam minhas.

Exemplo apropriado:

É pedido a você, que ajude a avaliar a “saúde ágil” de várias áreas de uma empresa. Antes de cada entrevista, você estabelece um nível de confidencialidade que anonimiza os resultados. À medida que a avaliação é conduzida, o CxO solicita um relatório que inclua os resultados por pessoa. Você fornece o relatório com os dados anônimos, para proteger a identidade das pessoas entrevistadas.

Por que apropriado? A informação passada é o que foi acordado antecipadamente.

Exemplo inapropriado:

É pedido a você que relate os hábitos de pessoas em um time que você deu coaching, mas que não teve um bom desempenho. Você concorda em fornecer as informações sem a permissão do time.

Por que inapropriado? Você está compartilhando informações sem o conhecimento das pessoas que receberam o coaching.

Exemplo de área cinzenta:

Você tem sido coach de uma pessoa por algum período de tempo. Você teve várias conversas de coaching com ela. Um profissional de segurança corporativa aborda você sobre uma política corporativa que foi violada por sua coachee. Você se lembra de uma conversa específica em que sua coachee mencionou ações sobre esse aspecto; você não conhece totalmente a política. Você não tem nenhuma menção em seu contrato sobre a aplicação da política corporativa. Após reflexão, você compartilha as informações sobre o conflito com o profissional de segurança.

Por que cinzenta? Você tem a obrigação de proteger todas as informações compartilhadas pela pessoa coachee e só deve divulgar as informações definidas por meio do contrato ou se for legalmente obrigado a fazê-lo. Como você não menciona a aplicação ou denúncia de violações de políticas corporativas em seu contrato, você precisa considerar cuidadosamente o impacto ético de suas ações antes de compartilhar qualquer informação.
Algumas ações que você pode tomar para ajudar a tomar a decisão:

  • Considere as legalidades da questão, que podem incluir a procura de conselho legal
  • Informe a pessoa coachee e obtenha sua permissão para compartilhar as informações sem pressioná-la a fazê-lo
  • Considere o contexto de sua própria função contratada com a organização e outras obrigações que isso traz (por exemplo, se você é um gerente empregado pela empresa ou uma parte contratada externamente)
  • Considere pedir conselhos de colegas

2. Agir dentro da minha capacidade

  • Serei aberto(a) e transparente sobre minhas habilidades, experiência e qualificações.
  • Serei claro(a) com a pessoa cliente e as partes interessadas, caso façam uma solicitação além das minhas capacidades.
  • Serei aberto(a) com a pessoa cliente se acreditar que ela precisa de outra forma de ajuda profissional.

Exemplo apropriado:

Você fica sabendo que a pessoa cliente tem necessidade de uso de uma ferramenta com a qual você não tem experiência prática. Você torna este fato conhecido e pergunta se ela gostaria de entrar em uma parceria, onde ambos estão aprendendo a usar a ferramenta juntos. Ela concorda em explorar conjuntamente o uso desta ferramenta.

Por que apropriado? Você garantiu que a pessoa cliente soubesse que você não tinha experiência prática e ela ainda concordou em trabalhar com você.

Exemplo apropriado:

Dada a mesma situação, você pergunta se a pessoa cliente prefere que outra pessoa agile coach venha ajudá-la, o que você pode ajudar a providenciar. Ela concorda que você possa trazer essa outra pessoa agile coach para o relacionamento.

Por que apropriado? A pessoa cliente concorda que você poderia trazer suporte adicional.

Exemplo apropriado:

Ao ser entrevistada para iniciar uma posição, a pessoa patrocinadora da contratação pergunta como sua organização atual, concorrente, aborda suas transformações ágeis e seus resultados. Ela também indica que deseja que você adote uma abordagem idêntica, uma vez contratada, pois atualmente a concorrente tem uma posição de mercado melhor. Você menciona que estas são consideradas informações corporativas confidenciais, e que não pode revelar a estratégia utilizada. A pessoa gerente continua a pressionar por uma resposta e finalmente diz que essa é a principal razão pela qual ela está disposta a contratá-la. Você escolhe encerrar a entrevista.

Por que apropriado? Escolher não revelar as informações confidenciais de um cliente para outro evita a criação de uma quebra de confidencialidade.

Exemplo inapropriado:

Uma pessoa cliente em potencial requer alguém com ampla experiência prática em um tópico específico. Você exagera seu conhecimento teórico como experiência prática para ser alocada na função.

Por que inapropriado? Você alegou ter habilidades que não possui.

Exemplo inapropriado:

Para ajudar um time a entender melhor a dinâmica durante uma retrospectiva, você aproveita ferramentas e técnicas de outros campos, aos quais foi exposta, mas não possui qualificação profissional ou conhecimento necessário para incentivar as pessoas-membro do time a expor seus medos e necessidades infundadas. Você oferece garantias vazias de que entende o que está fazendo.

Por que inapropriado? Aproveitar ferramentas e técnicas que você não está profissionalmente qualificado ou que não possui conhecimento mínimo para usar, pode fazer mais mal do que bem. Dar garantias sem saber exatamente o que está fazendo é uma distorção da realidade.

3. Introspecção e desenvolvimento profissional contínuo

  •  
  • Vou me envolver com um grupo de colegas ou mentores para explorar desafios éticos e outros em meu trabalho como agilista ou agile coach.
  • Procurarei melhorar minha autoconsciência e eficácia por meio da introspecção e do desenvolvimento profissional.

Exemplo apropriado:

Você se reúne uma vez por mês, em grupos de três pessoas, em sua organização, para discutir quaisquer desafios éticos que estejam enfrentando e para apoiar uns aos outros em desafios em seu trabalho de agile coaching. As discussões durante esta reflexão em grupo são mantidas em sigilo. Todas aquelas pessoas que estão recebendo o coaching estão cientes de que essas reuniões de reflexão entre pares acontecem.

Por que apropriado? As reuniões fornecem um ambiente seguro para você explorar desafios com colegas que compartilham a adesão a este Código e podem manter a confidencialidade do cliente.

Exemplo apropriado (mentor):

Você tem achado valiosas as sessões internas de suporte de colegas. No entanto, um desafio mais sensível recentemente se destacou. Você decide levar esse desafio à pessoa que é sua mentora externa, para verificar se está permanecendo ético e apresentar algumas novas ideias sobre como abordar a situação.

Por que apropriado? As sessões internas de revisão por pares são valiosas devido ao contexto organizacional extra que proporcionam. No entanto, às vezes isso pode causar uma visão tendenciosa (efeito aquário) sobre como abordar a situação ou você pode não se sentir seguro para falar sobre determinados tópicos. Uma pessoa mentora externa pode trazer novas perspectivas para o desafio.

Exemplo inapropriado (mentoria/apoio de pares):

Você está preocupada com a saúde mental de uma pessoa membro do time e não tem certeza se e como (a) adaptar seu processo de coaching para manter o time seguro e (b) abordar a pessoa do time, ou outra pessoa na organização, sobre suas preocupações. Você não tem acesso a um grupo de apoio de pares nem a uma pessoa mentora.

Por que inapropriado? Você tem um dilema ético desafiador, mas não tem as habilidades e a experiência para resolvê-lo sozinho. Como você não tem acesso a um grupo de apoio de pares ou a uma pessoa mentora, você não tem como pedir conselhos e/ou suporte sem quebrar a confidencialidade.

Exemplo apropriado (desenvolvimento profissional contínuo):

Você participa de diversas conferências, workshops e treinamentos a cada ano. Você compartilha sua experiência e aprendizado durante a reflexão dos colegas.

Por que apropriado? Apesar de experiente, a pessoa agile coach reconhece a importância de manter suas habilidades e conhecimentos atualizados e ampliar sua compreensão em áreas afins.

Exemplo inapropriado (desenvolvimento profissional contínuo):

Você trabalha com times há muitos anos e é considerado uma pessoa líder na área. Você ocasionalmente fala em conferências e realiza sessões de treinamento para agile coaches menos experientes, mas não vê nenhum valor em participar de workshops ou treinamentos para desenvolver a si mesmo.

Por que inapropriado? O agile coach é uma profissão em evolução e os agiles coaches têm o dever ético de garantir que estejam oferecendo ideias e abordagens atualizadas, especialmente ao fornecer treinamento ou mentoria para outras pessoas.

Exemplo inapropriado (suporte da comunidade):

Você é convidada a compartilhar conhecimento em um evento de agilidade. Você recusa porque afirma que todos os participantes são indignos de seu aprendizado, porque são muito juniores ou não vão entender.

Por que inapropriado? Há uma expectativa de que os agile coaches aprendam com os outros e promovam a comunidade como um todo.

Exemplo de transição de área cinzenta para inadequado:

Você seleciona e participa de um grupo de colegas, por terem ideias e vieses semelhantes. Com o tempo, você reconhece que sua posição no grupo oferece poder pessoal e de mercado (como a capacidade de “segurar” um cliente por seus serviços), mas continua a usar o grupo como seu único suporte.

Por que inapropriado? Trata-se de uma área cinzenta quando a pessoa não tem conhecimento do ganho pessoal do grupo. Como as pessoas reconhecem que o grupo não está mais oferecendo apoio de colegas e agora é utilizado apenas para ganho pessoal, torna-se inadequado. As pessoas deveriam ter tomado medidas para alterar o grupo para fornecer o propósito original, talvez adicionando alguma diversidade ou, alternativamente, encontrando uma nova maneira de receber apoio de colegas.

4. Navegando em conflitos de interesse

  • Serei transparente sobre quaisquer potenciais conflitos de interesse com todos os que possam ser afetados.
  • Evitarei, conscientemente, situações em que me beneficiem em detrimento da pessoa cliente e das partes interessadas, para que possa manter o julgamento profissional e o pensamento objetivo.
  • Resolverei conflitos de interesse trabalhando com a pessoa cliente e as partes interessadas, procurarei assistência e, quando necessário, suspenderei ou encerrarei o relacionamento.

Exemplo apropriado:

Você detém participação em um produto. Ao trabalhar com um time, você descobre que seu produto pode atender às necessidades dele. Você deixa claro que tem participação no produto e se afasta do processo de tomada de decisão de seleção deste produto.

Por que apropriado? Você deixa o conflito claro e não influencia o processo de tomada de decisão.

Exemplo apropriado:

Ao aplicar o processo de coaching em sua organização, você desenvolve uma amizade com uma pessoa líder que trabalha para um de seus fornecedores parceiros. Ela pede que você seja seu coach de liderança pessoal. Após verificar seu contrato de trabalho e a cláusula de não concorrência, você confirma que está apto a oferecer serviços que não estejam relacionados à agilidade ou à linha direta de negócios da sua empresa. Você fala com a pessoa supervisora para informá-la de sua intenção e confirmar sua compreensão do contrato. Ela apóia sua decisão. Como resultado, você estabelece uma relação de coaching profissional com a pessoa.

Por que apropriado? Você reserva um tempo para confirmar que não está violando seu contrato de trabalho e garante que haja transparência com sua liderança direta antes de aceitar a pessoa como cliente.

Exemplo apropriado:

Ao fornecer coaching, a pessoa coachee te conta informações sobre orçamento e taxas que podem influenciar licitações futuras. Você se certifica de que ela entenda que agora você sabe algo que influenciará suas negociações de contrato no futuro, que pode ser um conflito de interesses, e pergunta se ela quer que você continue licitando.

Por que apropriado? Você é transparente com a pessoa coachee sobre o potencial conflito de interesses que pode resultar.

Exemplo inapropriado:

A pessoa cliente está solicitando uma avaliação de um produto externo. Você não divulga sua participação em um dos concorrentes do produto e influencia o processo de tomada de decisão para escolher o produto em que você possui participação.

Por que inapropriado? Você está influenciando a decisão em seu próprio interesse e benefício, e ocultando o conflito.

Exemplo inapropriado:

Como pessoa agile coach, você não divulga seu relacionamento como representante técnico de vendas de uma ferramenta e pressiona a pessoa coachee a usar ou comprar a ferramenta.

Por que inapropriado? Você está criando benefícios financeiros para você/sua organização sem divulgar a afiliação com a pessoa cliente.

Exemplo inapropriado:

Você está trabalhando ativamente na renovação de um contrato de coaching e descobre que a pessoa que decidirá se renova seu contrato quer muito ir a um jogo final de seu time favorito. Você compra ingressos e a convida para ir ao jogo.

Por que inapropriado? Você está tentando influenciar o processo de tomada de decisão através do estabelecimento de reciprocidade.

Exemplo de área cinzenta:

Você está fornecendo coaching a uma pessoa gerente de contratação em uma organização cliente. Após uma sessão de coaching, a pessoa cliente pergunta se você conhece outros coaches disponíveis e você fala coisas positivas sobre seus colegas.

Por que cinzenta? Sem saber se você está familiarizado com a qualidade (do trabalho) dessas pessoas ou se é incentivado a trazer seus colegas para esse cliente, fica uma área cinzenta.

Exemplo de área cinzenta:

Você é contratada por uma grande empresa de consultoria para fornecer serviços de agile coaching para um cliente. Ela informa que no final do mês seu contrato será rescindido, alegando seu alto custo. Antes do seu último dia, você informa à pessoa cliente que estará disponível como agile coach independente caso ela queira usar seus serviços no futuro. Você não fornece o motivo ou faz qualquer solicitação adicional.

Por que cinzenta? Como você está alavancando um relacionamento que foi fornecido pela empresa de consultoria que o contratou, sem saber o contexto de como ou quando a conversa ocorreu ou fatores relacionados ao seu status de emprego, isso torna essa área cinzenta sobre se você está ou não violando quaisquer leis locais ou contratos de trabalho.

5. Garantir valor no relacionamento

  • Verificarei com a pessoa cliente e as partes interessadas para garantir que o relacionamento seja valioso e somente estendido por meio de um acordo mútuo.
  • Tornarei transparente se a pessoa cliente está criando dependências em relação aos meus serviços e trabalharei para sua própria agilidade auto-sustentável.
  • Serei aberto(a) a conversar com a pessoa cliente se acreditar que o valor do relacionamento está diminuindo.

Exemplo apropriado:

Você percebe que um compromisso de coaching não está mais agregando valor. Você discute abertamente o problema com o patrocinador e a time e concorda em ajustar o contrato de coaching para que ele agregue valor a todas as partes.

Por que apropriado? A pessoa agile coach informou a organização sobre a diminuição do valor e facilitou uma discussão aberta. Se um acordo não puder ser feito, você precisará considerar uma mudança de função interna ou deixar a organização.

Exemplo apropriado:

A time com a qual você está trabalhando alcançou os resultados acordados. Você sinaliza essa conquista para os patrocinadores e time.

Por que apropriado? É dever da pessoa agile coach dar visibilidade de que as metas acordadas foram cumpridas e só estender se houver novas metas acordadas a serem alcançadas.

Exemplo inapropriado:

Três meses depois de um compromisso, você percebe que o time não está recebendo o apoio da liderança que foi prometido. Você suspeita que a time não conseguirá atingir seus objetivos sem esse suporte. Você não levanta isso com a time ou a gerência, a fim de manter seu trabalho.

Por que inapropriado? É dever da pessoa agile coach dar visibilidade à organização sobre qualquer valor reduzido e/ou falta de engajamento (das pessoas ou da liderança) e, quando apropriado, discutir diferentes maneiras de agregar valor.

Exemplo inapropriado:

Você tem a tarefa de treinar e apoiar uma time que implementa uma ferramenta de gerenciamento de ciclo de vida ágil. Você tem profundo conhecimento técnico com a ferramenta. Como parte do contrato de coaching, você deve ajudar o time a aprender e aumentar seus conhecimentos técnicos enquanto o orienta e treina. Você vê uma oportunidade de estender o trabalho tornando o time dependente de sua experiência técnica. Para atingir seu objetivo, você propositalmente não capacita o time.

Por que inapropriado? Você cria uma dependência para que o time não se torne autossuficiente e autônomo. Se houver uma necessidade genuína de um especialista técnico, nesta ferramenta, no time, você poderá solicitar isso e renunciar à função de agile coach.

Exemplo inapropriado:

Seu acordo de coaching é treinar um time para diminuir os confrontos entre as pessoas-membro de um time. No entanto, o patrocinador desta ação pediu que você coletasse informações secretamente para ajudá-lo a construir um caso para desligar uma das pessoas deste time.

Por que inapropriado? Você está ocultando ativamente seu papel real na organização e relatando o progresso e o trabalho do time sem o conhecimento das pessoas envolvidas.

Exemplo de área cinzenta:

Você não tem certeza de que a função que está desempenhando pode entregar o valor acordado no contrato de coaching, pois o grupo está evoluindo rapidamente devido a várias aquisições. A quantidade de mudanças com base na mudança de funções e rotatividade, à medida que novas pessoas são adicionadas e outras são redistribuídas, torna aparentemente impossível obter a atenção necessária do time ou da gerência. Você decide passar mais alguns meses para determinar se o ambiente se estabilizará a um ponto em que você possa cumprir o contrato de coaching.

Por que cinzenta? Atrasar a conversa difícil depois de descobrir que você não está entregando o máximo de valor possível torna isso uma área cinzenta.

6. Defender a responsabilidade social, diversidade e inclusão

  • Buscarei oportunidades para trazer vozes diferentes e diversas para a conversa.
  • Tomarei medidas para desencorajar e eliminar qualquer forma de discriminação.
  • Me esforçarei para deixar a sociedade melhor do que a encontrei, por minha ação ou inação.

Exemplo apropriado:

Ao trabalhar com um time que você dá coach, você observa um ponto de atenção quando uma pessoa do time pergunta sobre as crenças políticas de outra pessoa do time. Você pode dizer que a pessoa foi educada e engajada na conversa, mas ficou desconfortável ao discutir o assunto no local de trabalho. Mais tarde, você encontra a pessoa que levantou a pergunta e questiona sobre a situação. Você lembra o time que o acordo de trabalho exige respeito e segurança. Através dessa conversa, a pessoa do time percebe o medo que a questão pode ter levantado e concorda que será um bom tema para a próxima retrospectiva. Você encontra a pessoa do time que estava desconfortável e conversa com ela também. Durante a próxima retrospectiva do time, você faz uma pergunta específica sobre como o time está lidando com esse tópico para criar espaço para que as pessoas possam compartilhar.

Por que apropriado? A pessoa agile coach não chama a atenção de uma pessoa na frente de outras pessoas do time, permanecendo dentro dos limites acordados e capacitando o time a explorar e resolver o problema de forma autônoma.

Exemplo apropriado:

Após vários anos testando e implementando um plano de transformação em uma parte do mundo, você tentou implementar o mesmo plano de transformação em uma região diferente. Você descobre rapidamente que o plano que funcionou antes não está funcionando. Você se senta com o time e pergunta o que as pessoas acham que pode estar afetando o lançamento. Elas identificam alguns desafios culturais e você trabalha com elas para adaptar o plano com base nas normas locais. Daqui para frente, você não assume mais que o plano funcionará em todas as localidades e, em vez disso, conversa primeiro com as pessoas e personaliza o plano para as necessidades específicas do grupo.

Por que apropriado? Inicialmente, a pessoa agile coach assumiu a suposição de que o que funciona para um grupo funcionará para todos. Ao dedicar um tempo para ser curioso, ouvir e aprender, a pessoa agile coach conseguiu superar o preconceito cultural e oferecer um caminho a seguir específico para as pessoas que está servindo.

Exemplo apropriado:

Você está dando coach a um time que tem um novo membro. A nova pessoa é a primeira pessoa negra a fazer parte da time, desde que começou, há 18 meses. Após cerca de uma semana, você percebe um padrão dessa pessoa sendo frequentemente interrompida. Além disso, muitas de suas ideias são incorporadas pelo líder do time, de modo que essa pessoa não está recebendo o devido crédito por suas contribuições. Como pessoa agile coach, você aborda a situação com o líder do time individualmente. Ele fica surpreso e concorda em examinar seu comportamento e mudá-lo. Depois de várias semanas, o líder do time decide trazer o tema durante uma retrospectiva, todas as pessoas do time tem uma conversa calorosa sobre como tratar uns aos outros com mais respeito e o time atualiza seu acordo de trabalho.

Por que apropriado? O comportamento inconscientemente desrespeitoso é identificado e abordado.

Exemplo apropriado:

Uma pessoa-membro do time que você está treinando usa linguagem ou tom que você considera ofensivo. Em seu próximo 1:1 (conversa individual) com a pessoa-membro da time, você compartilha sua percepção e concorda com um plano para seguir em frente.

Por que apropriado? O que é ofensivo para uma pessoa pode ser aceitável para outra pessoa. Como pessoa agile coach, é nossa responsabilidade aumentar a conscientização sobre como a linguagem é percebida e o potencial viés subconsciente em jogo. É nosso dever trabalhar juntos para criar um ambiente de trabalho mais inclusivo.

Exemplo apropriado:

Você é membro de uma comunidade ágil, onde várias pessoas participantes discordam da abordagem antiquada de outras pessoas-membro do grupo para um problema. Você inicialmente concorda com os pensamentos do grupo mais amplo, mas permanece neutro e ajuda o grupo a refletir sobre a conversa e qualquer impacto que ela possa ter, juntamente com alguns aprendizados mais profundos de ambas as abordagens.

Por que apropriado? Você ajuda a comunidade a perceber seus pontos de vista e a aprender com uma base de conhecimento mais amplo, sem fazer ninguém ser “a pessoa que está errada”.

Exemplo inadequado:

Ao oferecer coaching a um time, você apresenta a ideia de que cada sessão de planejamento de sprint começa com uma devoção religiosa, para ajudar o time a se concentrar antes de iniciar seu trabalho. O time sente que não pode expressar desconforto com a ideia e acaba fazendo-o. A prática deixa várias pessoas desconfortáveis, já que elas não compartilham a mesma convicção religiosa, mas não a trazem à tona porque não se sentem seguras para isso.

Por que inapropriado? Impor suas crenças aos outros viola a livre escolha daqueles que não compartilham a mesma estrutura de crenças. Esse tipo de ação também pode criar barreiras entre as pessoas e inibem a comunicação franca.

Exemplo inapropriado:

Durante o treinamento com um time, um membro do grupo, do sexo masculino, constantemente dá apelidos às mulheres do grupo, como “mocinha”, “mamãe ursa” ou “boneca”. Você não diz nada e deixa o comportamento continuar para manter a paz.

Por que inapropriado? O comportamento machista e ofensivo que não é contestado será reforçado e continuará, o que prejudica o time como um todo.

Exemplo inapropriado:

Você está facilitando uma sessão com um grupo que tem vários níveis de experiência, você conscientemente dá preferência àquelas pessoas com proficiência mais profunda, criando mais espaço para suas vozes e exploração dos tópicos em que estão interessados, descartando vozes marginais ou de pessoas com menos proficiência.

Por que inapropriado? Você está conscientemente mostrando um viés em relação àqueles que compartilham sua experiência e nível de conhecimento e excluindo outras vozes, que você deveria estar servindo.

Exemplo de área cinzenta:

Você está ajudando um cliente a contratar uma pessoa para uma posição em seu time e percebe que o fornecedor só envia currículos de mulheres. Curioso, você o pergunta sobre isso. O fornecedor diz que a função para a qual você está contratando normalmente é de meio período e os melhores candidatos para o trabalho são mulheres. Inicialmente, você se ofende, mas em vez de dizer isso, procura aprender mais.

Por que cinzenta? Como pessoa agile coach, nosso papel é apontar comportamentos inconsistentes, portanto, a ação apropriada seria acompanhar o fornecedor individualmente e garantir que o viés subconsciente não tenha sido aplicado na linguagem do anúncio de emprego, na maneira como os candidatos foram selecionados ou na maneira como as entrevistas foram conduzidas. Se o viés inconsciente for identificado, esse cenário é uma discriminação e está infringindo a lei na maioria dos países.

7. Concordando com os limites

  • Garantirei que temos um escopo acordado, mesmo que ele evolua.
  • Trabalharei com a pessoa cliente para entender suas necessidades e evitar impor soluções com base em minhas preferências e desejos pessoais.
  • Eu desafiarei a pessoa cliente, abertamente, quando ela estiver buscando propósitos em desacordo com os valores e princípios do Manifesto Ágil.

Exemplo apropriado:

Um acordo de coaching é considerado excessivamente amplo em relação ao papel da pessoa agile coach e não está claro com quem a pessoa agile coach deve trabalhar ou quais são os objetivos do trabalho. O problema é discutido com o cliente para resolução e as partes concordam em revisitá-lo e alterá-lo.

Por que apropriado? A pessoa agile coach está trabalhando com o cliente para garantir um entendimento e um acordo sobre o que será feito.

Exemplo apropriado:

Você é uma pessoa agile coach trabalhando com uma organização. A liderança identificou a necessidade de reduzir significativamente o número de colaboradores para garantir a sobrevivência contínua do negócio. Eles anunciam adoção da agilidade, durante a qual, todas as funções serão reavaliadas. Eles não deixam claro que a redução do quadro de colaboradores fará parte disso. Baseado nos valores ágeis de respeito e segurança, você questiona isso e convence as pessoas líderes a esclarecer e comunicar o contexto, tanto para a redução do número de colaboradores quanto para a adoção da agilidade, como parte da comunicação geral.Por que apropriado? A pessoa agile coach está tentando garantir a transparência para que os indivíduos possam entender suas opções.

Exemplo apropriado:

Seu cliente, onde você trabalha como agile coach, tem expectativas irreais em relação à sua disponibilidade e horário de trabalho. Você percebe isso e propõe esclarecer o horário de trabalho em seu contrato/acordo de trabalho.

Por que apropriado? Em um contrato de coaching, é aconselhável que ambas as partes declarem claramente, concordem e respeitem os limites uma da outra.

Exemplo inapropriado:

Uma pessoa agile coach, tentando construir seu negócio próprio, traz outras pessoas agile coaches para um acordo existente, que não estava sob a organização para a qual foram contratadas e onde não há uma necessidade real. Nesse caso, essas pessoas estão alavancando inadequadamente uma abordagem para ganho monetário e de poder/influência por meio de políticas organizacionais, em vez de buscar permissão da organização afetada.

Por que inapropriado? A pessoa agile coach está tentando alavancar sua posição de poder para maximizar seu faturamento, visando apenas benefício próprio.

Exemplo inapropriado:

Como uma pessoa agile coach, trabalhando em um contrato para outra organização ou empresa, você está dedicando tempo durante o horário de trabalho acordado para responder a um pedido de proposta de outra empresa, em vez de dedicar seu tempo à organização que está pagando a você.

Por que inapropriado? A pessoa agile coach está sendo pago por um cliente para realizar um trabalho para ele durante um horário de trabalho específico, mas, ao invés disso, está realizando outro trabalho durante esse período, que não está relacionado ao contrato existente.

Exemplo inapropriado:

Como uma pessoa agile coach ou consultora de agilidade, você estende artificialmente a necessidade de treinar seu cliente, intencionalmente ou não, devido à falta de datas de término claras e/ou falta de métricas de sucesso acordadas em seu contrato de coaching. A falta de limites, portanto, pode criar um relacionamento longo e difícil de terminar entre você e seu cliente.

Por que inapropriado? Um contrato de agile coaching e seus resultados devem ser definidos de forma que ambas as partes possam revisar o progresso e possam encerrar o contrato quando os resultados forem suficientemente alcançados.

8. Gerenciando diferenças de status e poder

  • Não usarei minha autoridade, poder ou influência posicional para obter ganhos pessoais ou prejudicar os objetivos da pessoa cliente.
  • Transparecerei quando poder, privilégio e posição estiverem impedindo os objetivos da pessoa cliente ou minha capacidade de atendê-los de forma eficaz.

Exemplo apropriado:

Uma pessoa agile coach está treinando alguém e o relacionamento logo se transforma em sentimentos pessoais e íntimos. Os sentimentos são mútuos, tanto do coach quanto do coachee e um relacionamento sexual logo se desenvolve. O coach termina a relação de coaching.

Por que apropriado? O término da relação de coaching mantém a integridade da postura neutra da pessoa agile coach.

Exemplo apropriado:

Uma pessoa agile coach fica sabendo de informações exclusivas (como uma fusão), que, se usadas, podem gerar um benefício financeiro para as pessoas. A pessoa cliente não sabe que esse tipo de informação está disponível para não-colaboradores. A pessoa agile coach informa imediatamente a pessoa cliente sobre a violação, para que ela possa corrigir a exposição e não usem as informações para ganho pessoal.

Por que apropriado? É apropriado porque colocamos o melhor interesse das pessoas clientes em primeiro lugar, ajudamos a notificá-las sobre os riscos e não abusamos das informações para nosso próprio ganho.

Exemplo inapropriado:

Uma pessoa agile coach está treinando alguém e o relacionamento logo se transforma em sentimentos pessoais e íntimos. Os sentimentos são mútuos tanto da pessoa coach quanto da pessoa coachee e um relacionamento sexual logo se desenvolve. A pessoa agile coach continua a ter uma relação de coaching com a pessoa coachee.

Por que inapropriado? Será impossível para a pessoa agile coach permanecer na postura neutra de coaching trabalhando com esta pessoa coachee.

Exemplo inapropriado:

Uma pessoa agile coach sente que uma pessoa scrum master, com quem está trabalhando, tem mais chances de ter sucesso em uma função diferente, pois tem baixo desempenho como scrum master. A pessoa agile coach começa a levantar outros caminhos de carreira em potencial e incentiva essa pessoa a se auto-selecionar, pois sente que será muito difícil desenvolvê-la como uma pessoa scrum master de sucesso.

Por que inapropriado? É inapropriado encorajar alguém a “auto-selecionar” algo fora de seu caminho escolhido. Uma ação mais apropriada seria potencialmente ajudá-la a encontrar um mentor ou coach que possa ser mais bem-sucedido para ela.

Exemplo de área cinzenta:

Uma pessoa agile coach, dando consultoria em uma empresa, fica sabendo de uma vaga de emprego e usa sua influência com o gerente de contratação para ajudar um amigo a conseguir esse emprego.

Por que cinzenta? É apropriado compartilhar a lista de empregos com seu amigo, mas é inadequado quando o coach usa sua influência no processo de contratação.

9. Responsabilidade com a profissão

  • Convidarei outras pessoas, que praticam o agile coaching, a adotar padrões profissionais e este código de ética.
  • Melhorarei e evoluirei a reputação da profissão de agile coach/ agilista.
  • Incentivarei o diálogo e a reflexão saudáveis quando encontrar comportamento antiético em outras pessoas praticando agile coaching.

Exemplo apropriado:

Você faz parte de uma reunião em que outra pessoa agile coach está distorcendo o desempenho de um time para seu gerente. Você contesta a fala dessa pessoa e pede as evidências, nas quais a opinião dela se baseia, para garantir que o gerente tenha uma perspectiva equilibrada.

Por que apropriado? Você está desafiando a distorção, que é um comportamento antiético por parte de outra pessoa agile coach.

Exemplo inapropriado:

Você projeta um workshop usando uma técnica que aprendeu com outra pessoa agile coach. Você não reconhece de onde tirou as ideias e insinua que você mesma as teve.

Por que inapropriado? Mesmo que as ideias não sejam protegidas por direitos autorais ou explicitamente protegidas, espera-se que você reconheça a fonte das ideias (ou seja, dê crédito a quem é de direito).

Exemplo inapropriado:

Uma pessoa agile coach cria um workshop de treinamento que contesta propositalmente a necessidade do princípio central “Simplicidade – a arte de maximizar a quantidade de trabalho não feito – é essencial”, do Manifesto Ágil. Quando questionada sobre esta afirmação nestes workshops, a pessoa agile coach cita que este princípio está errado, sem evidência ou discussão adicional.

Por que inapropriado? Como pessoa agile coach, é sua obrigação viver os princípios e ajudar as outras pessoas a adotá-los. A ação de retirar este princípio publicamente minimiza sua obrigação. Recusar-se a discutir isso pressupõe que você sabe mais do que os outros e viola a mentalidade de agile coaching.

Discover the many benefits of membership

Your membership enables Agile Alliance to offer a wealth of first-rate resources, present renowned international events, support global community groups, and more — all geared toward helping Agile practitioners reach their full potential and deliver innovative, Agile solutions.

Not yet a member? Sign up now

Member Dues are Increasing on March 1, 2024
Member Dues are Increasing March 1, 2024

Renew your Membership
or Sign-up Now and Save!

Effective March 1, 2024, select membership levels will see a slight increase in dues, a change from our temporary reduction during the COVID-19 pandemic to support our community. Read more about the changes here.